Área do Assinante

Acesse sua conta e leia agora as principais notícias da nossa cidade e região e conteúdos exclusivos d'O SUL DE MINAS.com.

Cadastrar
Perdi minha senha!
Acesse www.osuldeminas.com

DAQUI E DALI

19/12/2014 às 10:46

DAQUI E DALI
Um conceituado comentarista da TV, falando (ainda) do caso Petrobrás, usou, por duas ou três vezes, o termo acordão (assim, com a tônica no segundo a).   Se o mesmo lesse esta coluna, ficaria sabendo que a pronúncia correta é acórdão, com acento agudo no primeiro o.
Há quem confunda as expressões “ao encontro de” e “de encontro a”, empregando uma pela outra, talvez na suposição de que sejam de igual significado.  Se algum leitor tem essa ideia errônea, anote, por favor, que a primeira traduz realmente um encontro:  “Ela desembarcou e correu, feliz, ao encontro do seu amor.”  Já a segunda se refere ao que chamaríamos de “encontrão”: “Cambaleando, não demorou que fosse de encontro a um poste que insistia em não sair do seu caminho”.
 “Joaquim Levy, especialista em gastos públicos, cujo descontrole é a raiz dos males que impedem o desenvolvimento do Brasil.”  Esta legenda de uma foto, com suas duas vírgulas,   liga diretamente o nome do ministro à sequência da oração: “Joaquim Levy cujo descontrole...”. Obviamente não é o caso.  Retiremos a segunda vírgula: “Joaquim Levy, especialista em gastos públicos cujo descontrole...”  Perceberam?  Agora fica claro que o descontrole é dos gastos públicos e não do ministro.  
DAQUI E DALIUm conceituado comentarista da TV, falando (ainda) do caso Petrobrás, usou, por duas ou três vezes, o termo acordão (assim, com a tônica no segundo a).   Se o mesmo lesse esta coluna, ficaria sabendo que a pronúncia correta é acórdão, com acento agudo no primeiro o.Há quem confunda as expressões “ao encontro de” e “de encontro a”, empregando uma pela outra, talvez na suposição de que sejam de igual significado.  Se algum leitor tem essa ideia errônea, anote, por favor, que a primeira traduz realmente um encontro:  “Ela desembarcou e correu, feliz, ao encontro do seu amor.”  Já a segunda se refere ao que chamaríamos de “encontrão”: “Cambaleando, não demorou que fosse de encontro a um poste que insistia em não sair do seu caminho”. “Joaquim Levy, especialista em gastos públicos, cujo descontrole é a raiz dos males que impedem o desenvolvimento do Brasil.”  Esta legenda de uma foto, com suas duas vírgulas,   liga diretamente o nome do ministro à sequência da oração: “Joaquim Levy cujo descontrole...”. Obviamente não é o caso.  Retiremos a segunda vírgula: “Joaquim Levy, especialista em gastos públicos cujo descontrole...”  Perceberam?  Agora fica claro que o descontrole é dos gastos públicos e não do ministro.  


Recomendar a um amigo Voltar
Ver todas as notícias em PAULO NOGUEIRA Ver todas as notícias

Mensagem rápida | Editais | Adm | Classificados | Comercial | Leitor

The CAPTCHA image

Em Áudio

Digite abaixo os caracteres acima correspondentes.


cancelar

Jornal O Sul de Minas | Rua Xavier Lisboa, 316 CEP: 37501-042 | Itajubá, MG - Brasil | Telefax: 35 3621 1522

Sites profissionais para o seu negócio