Área do Assinante

Acesse sua conta e leia agora as principais notícias da nossa cidade e região e conteúdos exclusivos d'O SUL DE MINAS.com.

Cadastrar
Perdi minha senha!
Acesse www.osuldeminas.com

Quando somos livres e quando nos aprisionamos

04/01/2015 às 09:54

Ano Novo é tempo de renovar a esperança e de fortalecer a vontade para as mudanças, principalmente as de atitudes. Para a nossa reflexão, transcrevemos um poema que fala sobre cidadania, liberdade e democracia.
         
Somos livres
Somos livres...
Quando a cidadania
Nos concede o direito
De sermos o que queremos...
De termos o que nos é de direito...
Somos livres...
Quando a democracia
Nos oferece liberdade
Para decidir o que faremos
Irmos para onde temos segurança
Somos livres...
Quando conquistamos autonomia
Para exigirmos o que nos convém,
O que é melhor para nós.
Somos livres...
Quando as leis
Usam o seu poder
Para fazer justiça...
Defender o bem comum...
Somos livres
Quando a educação nos proporciona estrutura
Para transformarmos a nossa realidade...
Somos livres...
Quando adquirimos consciência
Para administrarmos a nossa própria liberdade
Nos aprisionamos...
Quando sufocamos a nossa voz,
Aceitamos imposições...
Omitimos opiniões, verdades...
Nos aprisionamos...
Quando nos calamos perante as injustiças,
Aos abusos de poder... de autoridade...
... deixando-nos ser escravizados...
tratados como objetos.
Nos aprisionamos...
Quando desistimos de lutar,
Abrindo mão dos sonhos...
Do desejo de sermos felizes...
E nos acorrentamos em nós mesmos,
Quando achamos que sabemos o suficiente
E que nada mais temos a aprender.
Nildo Lage (Escritor e poeta)
“Aqueles que abrem mão da liberdade essencial por um pouco de segurança temporária não merecem nem liberdade nem segurança”.
(Benjamin Franklin)
Ano Novo é tempo de renovar a esperança e de fortalecer a vontade para as mudanças, principalmente as de atitudes. Para a nossa reflexão, transcrevemos um poema que fala sobre cidadania, liberdade e democracia.         Somos livres
Somos livres...Quando a cidadaniaNos concede o direitoDe sermos o que queremos...De termos o que nos é de direito...Somos livres...Quando a democraciaNos oferece liberdadePara decidir o que faremosIrmos para onde temos segurançaSomos livres...Quando conquistamos autonomiaPara exigirmos o que nos convém,O que é melhor para nós.Somos livres...Quando as leisUsam o seu poderPara fazer justiça...Defender o bem comum...Somos livresQuando a educação nos proporciona estruturaPara transformarmos a nossa realidade...Somos livres...Quando adquirimos consciênciaPara administrarmos a nossa própria liberdadeNos aprisionamos...Quando sufocamos a nossa voz,Aceitamos imposições...Omitimos opiniões, verdades...Nos aprisionamos...Quando nos calamos perante as injustiças,Aos abusos de poder... de autoridade...... deixando-nos ser escravizados...tratados como objetos.Nos aprisionamos...Quando desistimos de lutar,Abrindo mão dos sonhos...Do desejo de sermos felizes...E nos acorrentamos em nós mesmos,Quando achamos que sabemos o suficienteE que nada mais temos a aprender.Nildo Lage (Escritor e poeta)
“Aqueles que abrem mão da liberdade essencial por um pouco de segurança temporária não merecem nem liberdade nem segurança”.(Benjamin Franklin)


Recomendar a um amigo Voltar
Ver todas as notícias em TRANSPARÊNCIA ITAJUBÁ Ver todas as notícias

Mensagem rápida | Editais | Adm | Classificados | Comercial | Leitor

The CAPTCHA image

Em Áudio

Digite abaixo os caracteres acima correspondentes.


cancelar

Jornal O Sul de Minas | Rua Xavier Lisboa, 316 CEP: 37501-042 | Itajubá, MG - Brasil | Telefax: 35 3621 1522

Sites profissionais para o seu negócio