Área do Assinante

Acesse sua conta e leia agora as principais notícias da nossa cidade e região e conteúdos exclusivos d'O SUL DE MINAS.com.

Cadastrar
Perdi minha senha!
Acesse www.osuldeminas.com

Itajubá dificilmente chegará a 115 mil habitantes

20/03/2019 às 10:55

Por Marco Antonio Gonçalves

Estudos dão conta que Itajubá terá em 2037 pouco mais de 113 mil habitantes e a população brasileira deve diminuir a partir de 2042

É impossível saber o que será de Itajubá nos próximos 100 anos. Como estará Itajubá em 2119, quando completar seu terceiro centenário? Isso não se sabe. Os habitantes de Itajubá em 1919 não imaginavam a Itajubá de hoje.

A ciência e os estudiosos não trabalham com futurologia, mas é possível ter algumas respostas com bases em números e estatísticas. Segundo o IBGE, 2042 vai ser o ano em que o Brasil atingirá seu ápice populacional. Serão 228,3 milhões de brasileiros. Depois, o número só vai diminuir. Em 2060, por exemplo, a população voltará a ser igual a de 2025. 

Estudantes da Universidade Federal de Itajubá fizeram um estudo em 2017 em que fazem a projeção populacional de Itajubá. Segundo este estudo, Itajubá terá em 2037 uma população de 113.491 habitantes, um aumento de 17.102 em relação a hoje. Considerando que a população brasileira vai começar a cair a partir de 2042, de acordo com o IBGE, é possível prever que Itajubá dificilmente passará dos 115 mil habitantes.

Essas previsões podem ser revistas e os estudos alterados com o passar dos anos, como já acontece muitas vezes, mas atualmente, este é o número mais próximo do que deve ser a realidade do Brasil e de Itajubá para as próximas décadas.

É importante levar em consideração as recentes alterações no número de habitantes da cidade. Itajubá teve um crescimento de menos de 6 mil habitantes nesta década, passando de 90.658 em 2010 para 96.389 em 2018. Houve uma queda no número de habitantes de 2017, quando a população chegou a 97 mil, para o ano seguinte.

Ou seja, Itajubá já está passando por uma fase de desaceleração no crescimento de habitantes. Isso tem muito a ver com a crise de emprego pela qual a cidade tem passado nos últimos anos, quando a cidade foi a campeã do desemprego na região, o que fez com que muitas pessoas deixassem a cidade para poder trabalhar.

 

Brasil

O Brasil também deverá ser uma cidade com um maior número de idosos, já que a expectativa de vida aumenta e o número de nascimentos diminui. Em Itajubá não deverá ser diferente. Neste século Itajubá tem mantido o número de nascimentos estável. Em 2017, foram 1.231 crianças residentes em Itajubá registradas e 636 itajubenses morreram. Em 2004, o número de nascimentos foi quase igual, mas o de morte foi maior, com 777 mortes.

Entretanto, este número tende a mudar com o menor número de filhos por família. Em cidades grandes já se registrou uma queda no número de registros e a tendência é que isso se estenda para as cidades menores, como Itajubá. Assim, vai diminuir o número de nascidos e também diminuir o número de mortos, já que as pessoas vivem mais, com o avanço da medicina.

Isso diminui a economia da cidade, já que com mais idosos menos pessoas estão na idade ativa economicamente.

Itajubá, com projeção de cerca de 115 mil pessoas daqui a 20 anos, não deverá ser muito diferente da que é hoje, em termos econômicos. Já que o aumento da população não será refletido necessariamente em aumento da economia. Todavia, isso é apenas projeção e especulação de estudiosos e cientistas que tentam decifrar o que será do país no futuro, até porque em 1960, quando Itajubá estava no auge, poucos deviam imaginar que a cidade ficaria para trás nos 30 anos seguintes. Agora, a situação pode ser inversa.

 

 


Recomendar a um amigo Voltar
Ver todas as notícias em Geral Ver todas as notícias

Mensagem rápida | Editais | Adm | Classificados | Comercial | Leitor

The CAPTCHA image

Em Áudio

Digite abaixo os caracteres acima correspondentes.


cancelar

Jornal O Sul de Minas | Rua Xavier Lisboa, 316 CEP: 37501-042 | Itajubá, MG - Brasil | Telefax: 35 3621 1522

Sites profissionais para o seu negócio