Área do Assinante

Acesse sua conta e leia agora as principais notícias da nossa cidade e região e conteúdos exclusivos d'O SUL DE MINAS.com.

Cadastrar
Perdi minha senha!
Acesse www.osuldeminas.com

Dilma, Cunha, Renan

18/11/2015 às 09:57

DILMA, CUNHA, RENAN

 

A trinca que dá título a este editorial representa a pior das possibilidades para a condução do país chamado Brasil.

Que sina a nossa, ter no comando dos poderes executivo e legislativo pessoas que representam o que de pior existe na política nacional.

Como chegamos nesta curva de rio onde todos os enroscos param e impossibilitam o progresso, tão necessário, do país.

A crise que passamos no momento tem origem na incompetência da atual presidente, Dilma Vana Rousseff, que só está alí por obra e arte do antecessor e seu criador Luiz Inácio Lula da Silva.

Se Lula regorgita os feitos de sua administração, não completa a informação ao dizer que recebeu um país redondinho, pronto para singrar mares de almirante, dadas as condições em que se encontravam a economia nacional (que recebeu de FHC) e a fartura de crédito mundial. O mundo deslizava em tapete macio, com crescimento contínuo puxado pela China, até a primeira crise de 2008. Lula desdenhou daquela situação e disse que o tsunami que arrasava os Estados Unidos seria como uma marolinha para o Brasil.

A marolinha na verdade era uma senhora onda e o governo lulopetista mais o arremedo de governo Dilma não tiveram a capacidade de se adequar. O resultado é tudo de ruim.

Para piorar o estado de coisas do outro lado da Praça dos Três Poderes a dupla mais indesejada do cenário legislativo está no comando do Congresso nacional.

Eduardo Cunha, direot do biaxo clero para a presidência da Câmara Federal e Renan Calheiros, senador cassado e ressurgido dominador do Senado Federal traçam planos para se livrarem do vendaval da Operação Lava Jato, onde são possíveis e fortalecidos réus.

A nação olha para o topo da cadeia de comando e só enxerga nuvnes negras e disputas por poder e sem nenhum proveito para a população que paga por um governo de primeiro mundo e tem como recompensa uma administração sórdida e irresponsável no trato da coisa pública.

A trina Dilma-Cunha-Renan é o que de pior poderia ter aocntecido na história do Brasil.

Se tivesse vindo cada um de uma vez, ainda vá lá. Mas, os três de uma só vez é demais.

A grande esperança do Brasil é se ver livre de todos os políticos que ocupam e exercem o poder na República.

E toda esta mudança deve ser feita pela ação intrépida e decisiva da Justiça, tão bem exercida nestes últimos tempos pelas pessoas dos Magistrados Joaquim Barbosa e Sergio Moro.  


Recomendar a um amigo Voltar
Ver todas as notícias em Editorial Ver todas as notícias

Mensagem rápida | Editais | Adm | Classificados | Comercial | Leitor

The CAPTCHA image

Em Áudio

Digite abaixo os caracteres acima correspondentes.


cancelar

Jornal O Sul de Minas | Rua Xavier Lisboa, 316 CEP: 37501-042 | Itajubá, MG - Brasil | Telefax: 35 3621 1522

Sites profissionais para o seu negócio