Área do Assinante

Acesse sua conta e leia agora as principais notícias da nossa cidade e região e conteúdos exclusivos d'O SUL DE MINAS.com.

Cadastrar
Perdi minha senha!
Acesse www.osuldeminas.com

Piso da Ponte da Apae tem trechos danificados

09/10/2017 às 15:29

Por Gustavo Cortez

Várias trincas podem ser observadas na pista da Ponte Ruy Braga; Até o fechamento desta edição não havia manutenção no local

Completando a cota da falta de manutenção básica em estruturas da cidade por parte da Prefeitura Municipal de Itajubá, está a Ponte Ruy Braga, conhecida como Ponte da Apae.  É que a pista da ponte apresenta várias rachaduras e o problema parece crescer.

O piso é de concreto e não tem uma manutenção similar as vias com asfalto. Há semanas a condição da pista está na mesma e nenhuma providência foi tomada pela administração municipal. Por vezes, em diversas administrações, as pontes são esquecidas no município. E em diferentes épocas já ficaram em condições ruins.

Em 2011

Em 2011, a reportagem do Jornal O SUL DE MINAS, publicou uma série de reportagens sobre as condições das pontes na cidade. Foram retratadas a ponte João Cabral (Ponte P4), a ponte da Imbel - uma das mais antigas da cidade, a ponte Mário Pennock (no bairro Santa Rosa), a ponte Randolfo Paiva (Ponte do Mercado), a ponte Rui Braga (Ponte da APAE), a ponte Tancredo de Almeida Neves (ligação entre os bairros Boa Vista e Avenida) e a ponte Guaraci Guedes (ligação entre os bairros Santos Dumont e Novo Horizonte). Na época, a reconstrução da ponte que fazia ligação entre os bairros do Novo Horizonte e Boa Vista, sob o Ribeirão Água Preta, havia sido iniciada.

Entre os problemas mostrados na série estavam a falta de limpeza e retirada do mato que muitas vezes atrapalhava a visão dos motoristas, a má conservação das grades de proteção interna (entre o pedestre e os carros, quando há) e externas (entre os pedestres e o rio) - ora muito baixas e que não acompanham a saída das pontes, ora enferrujadas e soltas -, a falta ou a má conservação das faixas de pedestres nas saídas das pontes, a inexistência de iluminação, os buracos nas calçadas das passarelas gerando poças de água, as passarelas inadequadas à passagem dos pedestres devido à largura das mesmas, a falta ou a má conservação das rampas de acesso para portadores de deficiência (em uma das rampas da ponte Tancredo de Almeida Neves havia um poste).

Meses depois a reportagem esteve novamente nos locais e percebeu que muitas coisas não mudaram. E assim também foi boa parte da primeira gestão do Prefeito Rodrigo Riera. Em alguns momentos as pontes estavam em boas condições, já em outras nem tanto.

Em 2016

A última grande manutenção nas pontes da cidade foi em janeiro de 2016. Os corrimãos da Ponte Randolpho Paiva (Ponte do Mercado) foram pintados e na mesma época, a Ponte Ruy Braga (Ponte da Apae) recebeu reparos. Nos meses seguintes as pontes Dr. João Baptista Cabral Rennó (Ponte P4), a Ponte Guaracy Guedes, no bairro Novo Horizonte, e a Ponte Padre Mário Pennock (Ponte do S), no bairro Santa Rosa, também receberam as melhorias. 

RACHADURA na ponte está crescendo

Recomendar a um amigo Voltar
Ver todas as notícias em Geral Ver todas as notícias

Mensagem rápida | Editais | Adm | Classificados | Comercial | Leitor

The CAPTCHA image

Em Áudio

Digite abaixo os caracteres acima correspondentes.


cancelar

Jornal O Sul de Minas | Rua Xavier Lisboa, 316 CEP: 37501-042 | Itajubá, MG - Brasil | Telefax: 35 3621 1522

Sites profissionais para o seu negócio